Pesquisar este blog

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Não pegue todos os CDs. Isso não aconteceu com você!


Fazendo uma certa análise, vejamos:

A música estourada nas rádios nordestinas, é admirada e entoada constantemente por quase todos os lados que se imaginar. Nas ruas, bares, restaurantes, festas de aniversário, e principalmente nas casas.

Virou até assunto de brincadeira nas redes sociais. Veja algumas mensagens:


"NÃO TOQUE MAIS: LEVE TODOS OS CDS"

"VIZINHOS PEGUE SÓ SEU CD E...
NÃO AGUENTO MAIS"   

"E SEU VIZINHO OUVIU HOJE???"

Analisando a letra, percebe-se que é o fim de um relacionamento, ocorrido depois de uma infidelidade. Será que todos que repetem diversas vezes a mensagem musical, está passando por aquela situação dolorosa?

É quase igual admirar uma traição ficcional, aquelas taxadas nas novelas da TV. Há vários estudos que comprovam a influência das programações na vida dos telespectadores, são mensagens subliminares que ficam armazenadas na mente, claro que não quer dizer que todos farão aquilo que está em foco.


Imaginado um casal feliz, com seu relacionamento equilibrado, cantando quase todo dia:

"Pegue todos os CDs, pegue nossos livros, as fotografias
Joga fora no lixo, leve suas roupas
O quadro da sala, sua liberdade
Leve na sua mala
...
Vou te arrancar do meu pensamento
...

Na verdade ela atinge em cheio o emocional de quem ouve atentamente a letra, levando a imaginações e sentimentos diversos sobre o relacionamento. Paixão, saudades, ciumes, imaginação em que ele(a) está vivendo a situação de uma separação causada por uma traição, sendo que seu relacionamento está bem.

Qual será o motivo contagiante da música que descreve uma separação entre um casal, ser cantada por casais que não estão vivendo aquilo?

Será simplesmente  por motivo do som(estilo, ritmo) que é agradável às pessoas que gostam da música?

Ou   por brincadeira, ou então por ser um embalo contagiante? Comente no blog.

Respeitando o direito de liberdade.

Só estamos comentando sobre uma análise feita, em se referir a uma traição ocorrida. Um fato no mínimo indesejado, e dramático.

Com certeza quando um dos cônjuges se desentenderem, deve-se dialogar e procurar refletir. As vezes uma simples questão, que pode ser resolvida tranquilamente, torna-se um caso de separação.

Só estamos comentando sobre uma análise feita em cima da situação ocorrida na história.

 Dê sua opinião, que é muito importante.
(opiniões respeitosas são aceitas)

Imagens: j.católicos e internet

Nenhum comentário: